Daniel Jorge
A poesia faz a gente ver a vida de forma diferente, mesmo enfrentado tudo e todos.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

A Semente
Olha só meu caro amigo
Veja bem o que vou falar
Desse mundo que vivemos
E que está pra se acabar.

Observe apenas um dia
Começando do amanhecer
E no término você me dirá,
Mas como é triste viver!

Não se assuste é a vida
Parceira da ilusão
Onde os homens vivem em busca
Da tão sonhada perfeição.

Perfeição que não acontece
Pois pertence ao criador,
E os homens indignados
Vivem espalhando o terror.

O terror que está firme
Em perfeitas condições,
Destruindo inocentes
Que vive em busca de pão.

Mais olha só meu irmão
Parceiro nessa jornada
Veja só nossas famílias
Começando por nossas casas.

Onde anda a União
Onde anda o Respeito,
Dessas trocas de casais
Que nem se explica direito.

Cadê o velho Cacique,
Chefe dessa criação?
Cadê a Mulher sincera,
Espelho de Devoção?

Me diga só meu irmão,
O que você vai falar
Para o seu futuro filho
Que cedo ou tarde vai chegar.

Como se pode explicar
Essa nossa natureza,
Que horas revela a beleza
Outrora desfaz com rancor.

Como se explica a dor
No peito dos excluídos
Que vive sempre escondido
Por traz do mundo moderno.

Como se explica o adultério
De homens e mulheres casados (as)
Que deixam suas casas
Em busca de um prazer.

Como se explica viver
No mundo da desigualdade
Onde a minoria ganha quadruplicado,
O que a maioria ganha pra sobreviver.

Como se explica o viver
Do Falcão “meninos do tráfico”
Que representa um retrato
Do mundo e seu interior.

Como se explica o clamor
Que vive de mundo afora
Haiti, Iraque, Angola
Exemplos de nossa história.

Meu caro amigo e agora?
O que você me diz?
Desse mundo revirado,
Que não se encontra a Matriz.

Como vamos resolver
Se a noite já chegou
Encobrindo os mal feitos,
Que você mesmo pregou.

Talvez nem tenha visto
Ou não foi por intenção,
Mas, a sua correria
Não lhe dará nenhuma razão.

Por isso abra os olhos
E veja onde pisou.
Carregue sempre a semente
Aquela que Jesus deixou

E por onde você passar
Faça questão de plantar
Para um novo sol brilhar
Plante, A Semente do Amor!
Daniel Jorge
Enviado por Daniel Jorge em 14/07/2011
Alterado em 12/09/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Daniel Jorge). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários