Daniel Jorge
A poesia faz a gente ver a vida de forma diferente, mesmo enfrentado tudo e todos.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


A Comissão Diocesana da Pastoral Familiar realizou neste domingo, dia 22 de julho, no auditório da Escola Normal Oficial de Picos, o repasse do subsidio Hora da Família 2018. O evento marca o inicio dos preparativos da Semana Diocesana da Família que acontece de 19 a 25 de agosto. A reflexão deste ano trás como tema central “O Evangelho da família, alegria para o mundo”. O encontro contou com a presença e participação de representantes de 14 paróquias da Diocese de Picos. Também esteve presente o Pároco da Paroquia de Nossa Senhora dos Remédios – Padre Francisco Pereira Borges – (Pe. Chiquinho) e os seminaristas José Tenório de Sousa Neto e Francisco Ramires Barros Moura.
 
As atividades iniciaram às 07:30h da manhã, com o credenciamento e café, seguido por um momento de animação, conduzido pelo casal Zico e Neguinha. Ás 08:30h, o casal Wilson e Waira acolheu os participantes e motivou a oração de abertura. Na sequência houve uma breve apresentação da assembleia, seguida por uma dramatização com o tema: A Tesoura e a Agulha, que teve a narração de Walkercia Rodrigues e a encenação do casal Toizinho e Maria, com participação de João Victor e Neguinha. O encontro teve continuidade com a exposição do subsidio Hora da Família, conduzida pelo seminarista Francisco Ramires.
 
Ramires introduziu sua exposição, propondo algumas reflexões indispensáveis na vida e na ação pastoral de um missionário. Entre as principais lições destaca-se a necessidade de viver na prática a Boa Nova da família. Em outras palavras, cada agente de pastoral é chamado a testemunhar o Evangelho da família. Por via de regra, exige-se do agente que adquira os ingredientes necessários para que sua vida e missão não se transformem em uma encenação, mas numa atitude que edifique outras vidas.
 
Conforme o seminarista Ramires, alguns ingredientes são indispensáveis tanto para a preparação da Semana Diocesana da Família, como para a realização de atividades pastoral e missionária no dia a dia. São eles: Oração, planejamento e acolhida. “A oração, para não nos perdermos em meio a tantas atividades; o planejamento, para compreendermos o que vamos partilhar e como vamos partilhar; e por fim, a acolhida, para que os encontros não se limitem as mesmas residências, mas que alcancem, especialmente, os que vivem afastados da vivência comunitária”, afirma Ramires.
 
Após a fala de Ramires, houve um intervalo, seguido por um momento de partilha, onde os representantes de cada paróquia tiveram a oportunidade de contarem um pouco de suas experiências sobre a Semana da Família nos anos anteriores e expor o que está sendo planejado para este ano. Foi um momento edificante, rico em experiências marcantes, capazes de oferecer novo ânimo, para que, mais uma vez se celebre bem, a Semana Diocesana da Família. Na sequência do encontro, o casal Cassimiro e Amparo conduziu a oração final, em seguida benção final com o Pe. Chiquinho e o almoço que foi preparado com carinho e muito gosto, por integrantes da Comissão Diocesana da Pastoral Familiar e servido a todos os participantes.
 
Para o casal Gleison e Yonara - coordenador Diocesano da Pastoral Familiar, “o evento correspondeu às expectativas, uma vez que conseguiu mobilizar uma quantidade significativa de pessoas, que enxergam nas ações da Pastoral Familiar uma oportunidade de levar a Boa Nova ao maior número possível de famílias”. O casal acrescenta que “a importância desse encontro, consiste em despertar nos agentes da Pastoral Familiar, a necessidade de planejamento e articulação junto às demais pastorais, serviços, grupos e movimentos que existem nas diversas Paróquias e Áreas Pastorais da Diocese de Picos”. Por fim, Gleison e Yonara sugerem que “os encontros da Semana Diocesana da Família possam ser realizados com criatividade e dinamismo”. Recomendam ainda “as Paróquias e Áreas pastorais que não adquiriram o subsidio Hora da Família, a entrarem em contato com a equipe Diocesana, pois esta é a última semana para aquisição do material”.
 
Segue abaixo algumas sugestões de como celebrar a Semana da Família na Diocese de Picos:
 
Articulação Paroquial
 
É indispensável uma articulação junto aos conselhos, as diversas pastorais, os movimentos, escolas e serviços existentes na área geográfica da Paróquia. Considerando os desafios que a família enfrenta, se faz necessária uma cobertura universal e participativa envolvendo a todos que enxergam a família como um grande Dom de Deus.
 
Celebrações e Orações
 
Este é um tempo oportuno para rezar em família e pela família. Por isso, o subsídio a Hora da Família possui celebrações, consagração e leitura orante da Palavra de Deus. Recomenda-se que por ocasião da Semana Diocesana da Família, faça-se a abertura e o encerramento com uma celebração da Santa Missa.
 
Visitação
 
O Papa Francisco tem insistido em sermos uma Igreja em saída. E quando se refere a Pastoral Familiar não é diferente. Francisco nos exorta a viver uma pastoral missionária. Na prática significa promover e incentivar programas de visitas com benção das casas, entrega de oração e de consulta a aqueles que andam distantes da Igreja, para saber se aceitam receber a celebração da Semana da Família.
 
Família nas ruas
 
É oportuno de acordo com a realidade paroquial, que se faça carreata pelas principais ruas da cidade, utilizando carro de som com reflexões e musicas sobre família.
 
Utilizar os meios de comunicação
 
Os agentes da Pastoral Familiar precisam fazer uso dos meios de comunicação, seja ele o jornal impresso, o rádio, a TV, os sites e claro as redes sociais. De maneira particular devem potencializar o uso dos meios que a Paróquia e a Diocese possuem para ampliar cada vez mais as ações e reflexões em prol da família.
 
Formação
 
Organizar e promover encontros formativos voltados para pais e mães junto às escolas e a catequese.
 
Ação social
 
Durante as celebrações da Semana Diocesana da Família, é importante observar de maneira especial, as famílias que passam por dificuldades financeiras. Desta forma, deve-se realizar a cada encontro um gesto concreto para atender ao menos alguns desses casos. O gesto pode se dá com arrecadação de alimentos e posteriormente a divisão entre as famílias necessitadas.
 
Momento de lazer
 
Ao término das celebrações, as equipes podem e devem promover um momento de partilha de experiências e de confraternização, envolvendo especialmente seus familiares.

Confira as fotos na Fanpage no Facebook: Pastoral Familiar Diocesana De Picos – pi
 
MATÉRIAS RELACIONADAS
 
Pastoral Familiar Diocesana de Picos emite nota sobre o Dia Municipal da Família na Escola
 
Por que querem anular a lei que proíbe Ideologia de Gênero nas escolas de Picos?
 
Comissão Diocesana realiza XIII Assembleia Geral Ordinária da Pastoral Familiar de Picos
Daniel Jorge
Enviado por Daniel Jorge em 23/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Daniel Jorge). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários