Daniel Jorge
A poesia faz a gente ver a vida de forma diferente, mesmo enfrentado tudo e todos.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


No sábado, dia 09 de fevereiro de 2019, uniram-se no sacramento do matrimônio, o casal IDERLAN E ROSA. O enlace matrimonial, presidido pelo Padre Jonas de Moura Batista, aconteceu na Igreja Santa Ana no Bairro Catavento em Picos. Após a cerimônia, houve uma recepção para os familiares e amigos do casal.
 
Fazemos votos de que esta união de IDERLAN E ROSA possa ser sempre fortalecida no amor. Afinal, Deus criou o Homem e a Mulher, por amor e para o amor! Portanto, como nos recorda o Papa Francisco, “a força da família reside essencialmente na sua capacidade de amar e de ensinar a amar”. Parabéns!
 
Daniel Jorge e Maria Sátira
 
Acima de tudo o amor - 1Cor 13, 1 - 13
 
Ainda que eu falasse línguas, as dos homens e dos anjos, se eu não tivesse o amor, seria como sino ruidoso ou como címbalo estridente.
 
Ainda que eu tivesse o dom da profecia, o conhecimento de todos os mistérios e de toda a ciência; ainda que eu tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tivesse o amor, eu não seria nada.
 
Ainda que eu distribuísse todos os meus bens aos famintos, ainda que entregasse o meu corpo às chamas, se não tivesse o amor, nada disso me adiantaria.
 
O amor é paciente, o amor é prestativo; não é invejoso, não se ostenta, não se incha de orgulho.
 
Nada faz de inconveniente, não procura seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor.
 
Não se alegra com a injustiça, mas se regozija com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
 
O amor jamais passará. As profecias desaparecerão, as línguas cessarão, a ciência também desaparecerá.
 
Pois o nosso conhecimento é limitado; limitada é também a nossa profecia. Mas, quando vier a perfeição, desaparecerá o que é limitado.
 
Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Depois que me tornei adulto, deixei o que era próprio de criança.
 
Agora vemos como em espelho e de maneira confusa; mas depois veremos face a face. Agora o meu conhecimento é limitado, mas depois conhecerei sou conhecido.
 
Agora, portanto, permanecem estas três coisas: a fé, a esperança e o amor. A maior delas, porém, é o amor.
 
Confira as fotos AQUI
Daniel Jorge
Enviado por Daniel Jorge em 15/02/2019


Comentários