Daniel Jorge
A poesia faz a gente ver a vida de forma diferente, mesmo enfrentado tudo e todos.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Meu Diário
31/12/2016 17h50
CITAÇÕES: De onde vem à autoridade do Inovador para pinçar e escolher? – C. S. Lewis

“Isso a que tenho chamado por conveniência de  Tao,  e  que  outros poderiam chamar Lei Natural, Moral Tradicional, Primeiros Princípios da Razão Prática ou Primeiros Lugares-comuns, não é um entre uma série de sistemas de valores possíveis. É a única fonte possível de todos os juízos de valor. intuito  de  refutá-lo  e  de  erigir  em  seu  lugar  um  novo  sistema  de  valores  é  em  si  mesmo contraditório. 

Nunca houve, e nunca haverá,  um  juízo  de  valor  radicalmente  novo  na história do mundo. Tudo aquilo que pretende ser um novo sistema ou (como se diz agora) uma "ideologia" consiste em fragmentos do próprio Tao, arbitrariamente arrancados de seu contexto e  então  hipertrofiados  até  a  loucura  em  seu  isolamento,  mas  devendo  ainda  ao Tao,  e  somente  a  ele,  a  validade  que  possuem.  Se  o meu  dever  para  com  meus  pais  não passa de superstição, então o mesmo vale para meus deveres em relação à posteridade.

 

 

Se a justiça é uma superstição, então também o é o meu dever para com o meu país ou para com a minha raça. Se a busca do conhecimento científico é um valor verdadeiro, então também o é a  fidelidade  conjugal.  A  rebeldia  das  novas  ideologias  contra  o  Tao  é  a  rebeldia  dos galhos  contra  a  árvore:  se  os  rebeldes  pudessem  vencer,  descobririam  que  destruíam  a  si próprios. A capacidade da mente humana para inventar novos valores não é maior do que a de imaginar uma nova cor primária, ou, na verdade, a de criar um novo sol e um novo céu no qual ele se mova”.

 

*Citações do livro 'A abolição do homem' de C. S. Lewis - 1898-1963. Páginas 42 e 43.

 

 


Publicado por Daniel Jorge em 31/12/2016 às 17h50